15 de dez de 2009

O ano da virada

Após pensar por alguns momentos antes de responder a questão “como foi seu 2009”, Jaqueline Pinheiro Batista disparou: “piorou em relação 2008”. O motivo? A prefeitura de São Leopoldo realiza, desde o início do ano, obras na rua dos Hibiscos, local que é o único acesso a pé para seus filhos chegarem à Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Orestes João Stragliotto (Rua15, s/n° - Santos Dummont). Segundo ela, com as obras, ou os três filhos pegam ônibus para ir para as aulas e para voltar para casa, ou levam dois pares de calçados porque o primeiro par ficará molhado e embarrado após a travessia. “Está horrível. Não entendo o porquê desta obra. Não temos dinheiro para pagar transporte diário para três filhos e a prefeitura não fornece passagens nem qualquer auxílio”, afirma.

Porém, o fato não é o bastante para afirmar que este foi um ano de maus lençóis. Quando instigada a falar a respeito dos aspectos positivos de 2009, Jaqueline se mostra bastante satisfeita com o retrospecto que esboça em silêncio enquanto se preparava para responder a pergunta. Ela conta que neste ano abriu um negócio próprio, a lancheria JP Lanches, e começou a construir sua casa, na qual, mesmo sem estar finalizada, passou a viver com o marido e com os filhos. O ano, pelo menos para ela, não foi marcado pela crise financeira da qual todos falaram e cansaram de ouvir falar. Com clientela em ascendência e muito trabalho – de segunda à sabado, das 9h até “perceber que não vai mais ter fregueses”, ela comemora o movimento no comércio, o que atribui ao tempero especial que adiciona à comida e ao bom atendimento.

Sem fatos marcantes na vida familiar, no relacionamento ou na saúde dela e dos seus, Jaqueline sente-se tranquila com o suave correr dos dias e com a estabilidade em que se encontra atualmente. À exceção das obras, as da prefeitura, que fique bem claro, 2009 transcorreu se, turbulências e com passos importantes que foram dados por Jaqueline e sua família - um ano de boas e más obras que ela espera ver concluídas.

0 comentários: