30 de set de 2008

Transpiração x inspiração

Então é assim: tu vai a campo, coleta informações, passa estas pro Word e chega à parte crucial - escrever. Daí tu fica olhando pras palavras e elas pra ti, sem que vocês consigam se entender. Claro, isso sempre acontece quando se tem prazos (de preferência curtos) a cumprir. Às vezes não adianta forçar muito a barra, é melhor tomar uma água, um ar, postar no blog e depois voltar ao trabalho. É o que eu vou fazer.

Afinal, como diz o ditado, muito mais transpiração do que inspiração, não é?

Depois do puxão de orelha

Vamos publicar no blog.

Sábado rendeu. Quem não foi perdeu. A Brás fervilha de notícias.
Acho que a nova edição do enfoque vai bombar.

Bom, depois do papo com a galera, o resultado desta terça, 30, foi o seguinte:

Aline e Mariana - farão matéria de serviço (próxima terça)
Dani - Aluno Unisinos (hoje), continuação de educação (próxima terça)
Maria Evânia - 1 matéria cheia de retrancas e uma de serviço (próxima terça)
Marcelo - Iluminação Pública (hoje) e mais outra
Marcos - Vendedor de linguiça (hoje) e outra principal (próximas semanas)
Molina - 3 matérias (área invadida, esgoto, tele-pizza), todas prontas, só aguarda o número exato de caractéres.
Kássia - Chaminé, Família (próxima terça, alguma)
Tais - Conselho Tutelar (não sabe precisamente)
Grazi - Igreja e perfil (próxima terça, alguma)
Úrsula - retrancas : calçamento, cachorros e Fotonovela (nada para hoje)
Vanessa - blog (próxima semana)

Era isso...
PS: Se errei algum nome, sorry!
Mais informações, pode chamar que eu vou.

Prostituição na Brás

Como eu já imaginava, não há dados "específicos" da prostituição na Brás. Estou fazendo um levantamento através da prefeitura e dos conselhos tutelares. Eles têm alguns números que abrangem a região da Brás, mas não são exclusivos. Ficaram de buscar para mim os dados mais próximos possíveis. Aqui temos alguns dados:

- O Conselho Tutelar da Zona Norte (implantado em março de 2006) realizou 3.003 ações em um ano. Ele fica na avenida Henrique Bier, 2709, bairro Campina e abrange uma área que conta com três escolas municipais de Educação Infantil, 12 conveniadas ao município e seis postos de saúde. Paulo Sérgio da Silva é coordenador do CT Zona Norte.

- O Conselho Tutelar do Centro fez 2.452 atendimentos no mesmo período. Adeli Fernandes é umas das conselheiras do Centro. Localizado na rua Osvaldo Aranha, 56. As áreas atendidas são as regiões Leste, Oeste, Sul e Centro.

- Atualmente, São Leopoldo conta com 30 assistentes sociais.

- Segundo a Secretaria de Assistência, Cidadania e Inclusão Social (Sacis) atende diariamente de 10 a 30 casos em São Leopoldo.

- Tenho também o número de atendimentos de janeiro a agosto de 2008. O que estou tentando conseguir são os números mais próximos da Brás.

Tô na luta!!!

Novos tamanhos de matérias

Atenção para o número de caracteres de cada texto! O Demétrio e o Marcelo repensaram alguns aspectos da diagramação e, em função disso, passam a valer as informações abaixo:

Aberturas
C/Foto: 1800 caracteres
S/Foto: a definir

Secundárias
C/Foto: 800
S/Foto: 1380

Terciárias
C/Foto: 580
S/Foto: 900

Serviço
C/Foto: 500
S/Foto: 500

Ser da Brás

Caminhando entre as ruas, ruelas e becos da Brás percebi uma coisa que faz a vila ser o que é hoje: a paixão. Paixão pelo que faz, pelo que sente, pelo que se tem, e principalmente, pelo que se pode fazer. Ativistas e revolucionários ficaram pra trás se comparados aos moradores da localidade.

Se preciso, eles lutam com unhas e dentes para conquistar seu espaço e melhorias para todos. Foi assim que encontrei duas irmãs na Brás, que arregassam as mangas para fazer acontecer. Elas reivindicam a pavimentação da rua onde moram.

É assim, unindo forças que eles provam seus direitos vitoriosos.

União e comprometimento

Talvez "comprometimento" seje realmente uma boa definição para os trabalhos que estamos fazendo ao montar o Enfoque.
A respeito da primeira edição, que está sim maravilhosa, gostaria de acrescentar que acredito que temos como melhorá-la nesta próxima edição.
A respeito da experiência que está sendo conhecer a Vila Brás, falo com sinceridade que, apesar de ser uma guria que veio do interior onde tudo aparenta ser muito lindo, não fiquei surpresa com o ambiente da Vila, mas sim, talvez, com o comportamento e a receptividade dos moradores da Brás, que sempre foram super atenciosos e bem-humorados em minhas abordagens.
Enfim, gostaria de contribuir com a minha perspectiva, pois estou contente com esta disciplina.
Outra observação que eu gostaria de fazer é a respeito da pauta noturna, essa idéia poderia ser adotada para a próxima saída de campo (da terceira edição do Enfoque) para que o pessoal que não pode ir no sábado possa ao menos ter a chance de coletar material, ou quem sabe, a quem interessar possa, acrescentar mais informações às suas matérias nesta outra oportunidade, numa noite de um dia a combina durante a semana. Parabéns a quem teve esta idéia e parabéns ao professor Demétrio que tem nos trazido uma harmonia muito gostosa, fazendo com que o grupo se una e trabalhe por um só objetivo, o Enfoque.

29 de set de 2008

Nova pauta

Sobre as pautas distribuídas, sinto informar que a do Projeto Coruja furou.
Este projeto consiste na alfabetização de jovens e adultos. As aulas gratuitas, acontecem três vezes por semana, às tardes, na Igreja Cristo Operário.
Como o Rodrigo e a Cristina vão fazer sobre o EJA do colégio, achei que não seria interessante continuar com uma pauta quase idêntica.
Mas não se preocupem, muita coisa acontece na igreja e consegui duas novas pautas e encaminhei uma terceira.

Talvez a pauta do Rodrigo e da Cristina possa ser complementada com a do Projeto Coruja. A secretária da igreja me informou que depois que os alunos são alfabetizados, vão para o EJA no colégio.
Se quiserem tenho nomes e telefones da secretária e da professora.

Bem, era isso.
Abraços a todos.

Eta gente boa!

Pessoal esta aí, pobres sobreviventes de um sábado de trabalho em "campo".
Conseguimos bravos, fomos com sede ao pote e saimos saciados, muito bom.
O pessoal estava disposto neste sábado, chegavam com olhos inchados, óculos escuros, fome e muita disposição para a tarefa. E um resultado, sinal de que somos jornalistas. Abraços a todos!

Tamanho das matérias ao Enfoque

Aberturas de página
Títulos: 1 x30 e 2 x30
Matérias: c/ foto, 1.770 caracteres; s/ foto, 2.900
Linha de apoio: 80 caracteres
Legenda: uma frase

Secundárias
Títulos: 1x26 e 2x26
Matérias: c/ foto, 1.150 caracteres; s/foto, 1.770 caracteres
Legenda: uma frase

Terciárias
Títulos: 1x26 e 2 x26
Matérias: c/foto, 560 caracteres; s/fotos, 1.200
Legendas: uma frase

Serviço
Cerca de 500 caracteres

O que sinto no Enfoque

Comprometimento, exatamente como disse o professor, é que o sinto no Enfoque. Ao fazer as enquetes e ouvir o pessoal, passei a entende melhor o que representa o jornal para a Vila Brás. Fizemos muito mais que uma disciplina da Unisinos; fazemos parte de uma comunidade.

Conseguimos, por meio do jornal, dar voz às pessoas. No serviço que prestamos, conseguimos elevar a auto-estima dos moradores, seja por ver sua foto na matéria, seja por ver seu nome escrito, ou, ainda, por termos ouvido sua história. Entregar o jornal em mãos, e ver o respeito que o pessoal tem por ele foi sensacional. Ao mesmo tempo que nos deu a dimensão da nossa responsabilidade. Deu um orgulho "danado" do nosso Enfoque.

Nosso papel como Jornalista!



Foi muito gratificante nossa saída a campo deste último sábado. Na compania de alguns colegas, fomos guiados pelo Luís até a parte de "cima" da Vila Brás. Nossa! Como caminhamos. E como ele fala... Por ele faríamos matéria até das promoções do mercadinho da esquina, mas foi divertido.

Na primeira visita a Brás não passei dos limites da escola João Goulart. Agora posso dizer que conheço a parte de "baixo" e a parte de "cima" da Vila. A cada rua explorada chamavamos a atenção dos moradores. Muitos perguntavam o que estavamos fazendo, outros só observavam. Com nosso jornal Enfoque nas mãos fomos apresentando nosso trabalho. Muitos ali não conheciam, nunca tinham ouvido falar do Enfoque da Vila Brás. Nosso papel como Jornalistas ganha destaque. Informar.

28 de set de 2008

A dura realidade

Este ano fiz um estágio na prefeitura de Porto Alegre. Durante seis meses tive a oportunidade de conhecer inúmeras vilas da capital, que nunca pensei em pisar. A situação de todas é parecida. Descaso e muita pobreza. Não fiquei chocado com o que vi na vila Brás. Afinal, esta é a realidade periférica cotidiana de um país de terceiro mundo. Mas fiquei incomodado. Se por um lado,particularmente, fui extremamente bem recebido pelos moradores (que inclusive me convidaram para voltar e tomar um chimarrão)por outro conheci mais um pouco da pobreza na região metropolitana. A primeira matéria que fiz foi com um morador que estava aterrando o pátio da casa para ampliá-la. Como é uma área invadida e irregular, ele não sabe o que poderá acontecer amanhã. É um verdadeiro tiro no escuro. Mas a situação mais complicada é a de um rapaz conhecido como "Pernambuco". Ele, a mulher e as duas filhas moram num casebre. Dentro da casa eles têm apenas uma cama de casal (onde todos dormem) um armário com as roupas, um fogão, um balcão e uma mesa. Tudo numa peça só. O problema que a família enfrenta, além da miséria, é o esgoto no pátio. Como o local não tem infra-estrutura, os moradores largam a água de suas casas no pátio. Como a casa do rapaz é num terreno mais baixo, o esgoto acumúla nos fundos. Fiz uma foto dele com as crianças no colo e a água no joelho. Não é sensacionalismo. Foi a forma que encontrei de mostrar a lamentável situação humana. Peguei uma das meninas no colo (de 2 anos). Por um instante fiquei imaginando o futuro daquela menininha. Embora todos os manuais de jornalismo recomendam que o repórter mantenha distância dos fatos, é impossível entrar na vila Brás e não se envolver com o que é visto por lá. Compreendi um pouco mais sobre a responsabilidade e o compromisso do Enfoque!

27 de set de 2008

O que há de mais caro em jornalismo

Moçada, gostei muito de nossa saída a campo hoje pela manhã, por sinal um sábado pra lá de produtivo. Principalmente porque, acompanhando o trabalho de um e outro, conversando aqui e ali; entre uma pauta e outra, percebi na postura dos que lá estavam o que há de mais caro em jornalismo: comprometimento. Comprometimento, em primeiro lugar, com nosso propósito primeiro, que é fazer - e bem - o jornal Enfoque Vila Brás, tarefa a que nos propomos ainda no início do semestre. Mas também comprometimento com o se fazer jornalista, propósito sempre difícil; sempre trabalhoso, mas, sobretudo, prazeroso; possível. Digo isso porque o que vi neste sábado em ação foi uma equipe aguerrida, gaúcha (sentido lato da expressão, tá Evana?), com pegada, como deve ser. Tenho certeza que o mesmo haverá de acontecer com os que fizeram as pautas noturnas esta semana. Por que estou dizendo tudo isso? Sei lá. Talvez porque eu tenha aprendido uma ou duas coisas ao longo destas pouco mais de duas décadas de redação, à revelia do formato em que exerci o jornalismo. Entre estas que o fazer jornalístico se estabelece, claro, pela razão, mas também pelo tesão; pelo vontade que move o jogador. A mesma vontade que faz com que ele, algumas vezes, dê mais importância ao jogo que ao resultado, pois sabe que a vitória é decorrência de sua postura em campo. Quer me parecer que isso também seja importante. Bom domingo a todos.

26 de set de 2008

Olha a capa do Enfoque aí, gente!

Assim que toda a edição estiver disponível em PDF no Portal 3 (na seqüência isso deve ser feito; estão em fase de adaptação do novo site) faremos um link para ela. Por hora, degustemos a capa. Grande abraço a todos e até amanhã, na Brás.

Muito bem!

Estive olhando a premiação do set universitário PUC hoje....

Parabéns ao nosso colega de turma, Fernando Zanuzo, pelos prêmios em rádio.....
E, ao Demétrio também, pois vi que a Unisc também faturou em várias categorias....

Muito bem!

Pautas "NOTURNAS" na Brás

Sobre as pautas para o novo jornal: Bem, eu (Ana Cristina) e alguns outros colegas, como trabalhamos na sábado, combinamos de ir à Brás na terça à noite.
Já falamos com o Demétrio. (Tá lembrado, né?)
Vamos ir de "bus" mesmo... e assim já teremos também essa experiência, que poderá ser transformada em texto....

Eu e o Rodrigo vamos fazer a pauta do EJA, na escola, e ver alguma outra coisa que "role" na noite da Brás...

A pauta das outras colegas eu não lembro....

Gurias: o ônibus sai ali da frente do centro 1. Vamos ir terça-feira (30/9), às 19h. Pode ser?

25 de set de 2008

Matéria sobre iluminação do acesso à Brás

Galera, a pauta aquela da iluminação do acesso à Brás ficou para trás na saída passada. Rende foto de capa. Vamos ver se fizemos ela desta vez, ok? Abraço a todos.

Minha pauta!!!

Assim como alguns colegas já registraram aqui suas pautas, estou registrando a minha.
Nossa colega Juliana observou na primeira visita a Brás, que muitas casas tinham uma plaquinha em suas portas com a seguinte frase: "Cuida-se de crianças" e sugeriu a pauta.
Depois de brigar com a Aline (ela falou que não é mais minha amiga) pela pauta, sábado estarei lá conversando com essas pessoas.
Até sábado colegas.

24 de set de 2008

Idéia de pauta

Eu e a Aline pensamos em mais uma pauta para fazermos sábado na Brás. Na primeira visita, percebemos que o comércio na Vila é bastante variado: tem mercado grande, loja de roupas e vários estabelecimentos comerciais. Vai de armazém até estúdio de tatuagem! À primeira vista, os moradores não parecem ter que andar muito para comprar artigos que necessitam, produtos de primeira necessidade.

Por isso gostaríamos de fazer uma matéria informando sobre os vários tipos de comércio da Brás. Pretendemos entrevistar comerciantes, consumidores que estiverem nas lojas na hora da visita e moradores em geral, além de tirar várias fotos.

O que acham?!

Distribuição de pautas

Fiquei responsável pela pauta do Conselho Tutelar. A idéia surgiu a partir do meu questionamento sobre a prostituição na Vila Brás. Segundo o pessoal da Associação, a prostituição infantil é muito forte nas proximidades da Vila. Muitas das meninas são conhecidas e têm 10, 11, 12 anos de idade. A irmã do Schitz tem um Brechó e parte das vendas dela são em função das meninas que se prostituem. O professor relatou que chega a ser constrangedor, nas paradas de ônibus na beira da estrada, aquelas meninas fazendo programa. De repente você está parado ali e chega um carro pedindo se você está fazendo programa. Segundo o Schitz, uma conselheira tutelar que mora na Brás (e foi eleita com mais de 250 votos que eles conseguiram), cobre outra área. Isso é complicado, já que ela mora dentro da Vila e poderia atender aos problemas mais rapidamente. Vou dar este enfoque: falar da prostituição infantil na Vila e da atuação do Conselho Tutelar na área e nesses casos. Vamos ver se há registros desses casos de prostituição com o Conselho e também com a Polícia.

Bom, acho que é isso! Vamos trabalhar!!

Olha o Enfoque aí, gente!

Moçada, também achei muito legal o resultado do primeiro Enfoque deste ano. Há observações a serem feitas, evidentemente, - e conversaremos sobre elas ao longo do processo -, mas o mais importante neste momento, parece-me, é saber que o resultado ficou muito bacana. Quando digo "resultado bacana" estou me referindo a conteúdo editorial relevante já a partir da capa, com boas matérias, ilustrações e fotos, mas também a um projeto gráfico eficiente, porque organizado e em sintonia com o conteúdo. Então, com certeza estão todos de parabéns.
Para o segundo número, conforme combinamos em aula ontem, faremos algumas experimentações, a começar pela organização do trabalho. Teremos, no segundo jornal, os cargos de subeditor, chefe de reportagem e produção, mais revisão. A idéia é, de um lado, exercitarmos estas competências, enquanto que, de outro, tornarmos mais próximo de nós o processo de produção do Enfoque, para além do conteúdo.
As demais novidades, por hora, são segredo, mas todos sabem o que fazer.
No registro, da Maria Evana, momento em que o jornal estava sendo apresentado ao pessoal da Brás e a pauta do segundo número estava sendo discutida. Isso ontem, dia 23, por volta das 21 horas. Ou mais.

23 de set de 2008

Realmente muito legal

Pessoal,

Quero parabenizar a todos pelo nosso trabalho.
O Enfoque ficou realmente muito bom, o conteúdo está super dez, as cores, a diagramação, tudo!

E vamos lá que sábado tem mais!

Abraços.

Novo Enfoque

Que filhote lindão esse, hein!
Adorei a diagramação, as cores, as matérias. Tudo muito bom. O trabalho transcorreu de forma contínua e crescente.

Amei, porém, a segunda edição pode ser ainda melhor.
Certamente será.

19 de set de 2008

Créditos ao Pedro Barbosa


Pessoal, gostaria que todos soubessem que o Pedro Barbosa, estagiário da AgexCOM, foi peça importante na produção da edição 111 do jornal Enfoque. Foi ele o responsável pela diagramação das páginas. Enquanto o nosso futuro diagramador profissional trabalhava na editoração durante as tardes, eu fiquei com a tarefa durante a aula. Então, por favor, uma salva de palmas para o nosso colega Pedro Barbosa, estudante do 4º semestre de Jornalismo da Unisinos. (Foto de Emanuele Spies)

17 de set de 2008

Eis o Enfoque sendo revisado

Moçada, concordo com os posts das colegas: foi bem bom vê-los unidos em torno da revisão e acabamento do Enfoque na noite de terça, 16. Refiro-me, evidentemente, aos que se apresentaram ao jogo; que buscaram a bola. Quando isso acontece, quando a equipe cuida de seu jornal, as chances de o resultado final ficar bem bacana aumentam substancialmente. Assim que o Marcelo der os últimos retoques, darei ainda uma última "visada" e mandamos, então, para o prelo.
Por outro lado, na semana que vem receberemos a visita do pessoal da Brás para uma nova rodada de pauta com avaliação do jornal, que já deverá estar pronto até lá. O Marcelo fará a ponte com eles. Mudaremos, para o segundo número, um pouco a dinâmica de trabalho, basicamente para que, nesta cadeira, possamos exercitar também aí forma diferentes. Equivale a dizer que alguns de vocês receberão funções específicas, entre outros. Também mudaremos a forma de trabalho e criaremos algumas pautas, digamos assim, diferentes. Falaremos disso na seqüência.
Por hora, fica o registro desta noite memorável. Na foto, em primeiro plano, Ana Cristina, eu e o Marcelo mais ao fundo. Acho que a foto é da Evana, mas não tenho certeza.
Grande abraço a todos.

Sobre a revisão

É bom ver nosso trabalho rendendo, né? Foi interessante fazer a revisão ontem e trocar idéias com os colegas. O bom dessa integração é que as chances de um erro passar despercebido diminuem bastante, já que nossos olhos acabam ficando meio viciados se ficamos muito tempo sobre o mesmo texto.

Gostei particularmente da nossa matéria de capa. Parabéns aos colegas! E parabéns a todos que se esforçaram pra fazer um bom material.

P.S.: A Maria Evana colocou algumas fotos dessa etapa no Flickr ;)

Abraço a todos

16 de set de 2008

O enfoque tá um show

Galera nosso filho nasceu,o Enfoque Vila Brás. Fiquei muito emocionada com a edição, a diagramação tá ótima, Parabéns Marcelo. As chamadas estão espetaculares e o trabalho em grupo, dando sinais de companheirismo. E melhor do que fazer o jornal, é participar do processo produtivo.
Todos estão de parabéns!!!

15 de set de 2008

Tópicos - Vila Brás

Estou um pouco atrasada com relação ao blog, mas, talvez ainda não seja tarde:

- Professor, a nossa matéria pode ser chamada de capa (E.C. Brazão - Ana e Rodrigo) ? (apenas fazendo o questionamento já esperado....) (rs...rs...rs.....)

- Muito legal o Sr. que o Zanunzo encontrou..... Acho que esse vai ser realmente inédito no Enfoque, né???

- Tem a história da linha de ônibus.... Não sei exatamente o nome, mas já o vi saindo da Unisinos e no indicador de linha aparece "VILA BRAZ" (que está errado, até onde eu sei)... acho que seria legal uma fotinho e uma chamadinha para essa curiosidade no Enfoque.... Vou tentar fazer essa foto essa semana, mas, como fico pouco tempo pela Unisinos e sempre correndo, só para garantir, alguém mais se habilita a tentar clicar isso também?

Era isso.

Até amanhã!

13 de set de 2008

Ampliação do Trensurb é liberada pela Fepam

Colegas, temos novidades sobre a passagem do Trensurb próximo à Brás.
Vejam o link da Zero Hora: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a2179425.xml
Nossa matéria comentava que a liberação era um dos passos que atravancavam a obra.
Teremos de fazer atualizações da materia desta edição!!
Professor, Zanuzzo e Ismael, mandei e-mail para vocês sobre o assunto.

11 de set de 2008

Pelo direito ao alimento

Foi inaugurado na manhã de hoje o Banco de alimentos do Vale dos Sinos, em São Leopoldo. O banco traz a promessa de diminuir os encargos das instituições assistenciais com alimentação, para que possam centralizar esforços em medidas sociais e educativas. Uma ação louvável em um país que, ao mesmo tempo em que é um dos maiores produtores e exportadores de alimentos, apresenta quadro crítico de grande parcela da população, que não tem o que comer. Entre uma entrevista e outra, acabei encontrando Claudimir Schütze, presidente da associação comunitária da Vila Brás. Em uma conversa descontraída, Schütze conta que o banco de alimentos leva esperança para quem vive na comunidade e sofre com a falta de alimentos. "“A questão de saúde, luz, água, a gente consegue resolver. Agora, alimentos, no dia-a-dia, é muito complicado. Acho que isso, pra nós, vai ser um dos principais auxílios que a nossa comunidade vai receber".

10 de set de 2008

O Dê é Dez!!!

Ei pessoal quero comentar sobre o Demétrio, acreditem o cara é muito bom, não só como profissional, mas também como pessoa. No fechamento das matérias ontem, ele deu um show de sabedoria e simplicidade. Digo isso porque enquanto eu e Graze brigávamos para editar palavras simples, ele apenas em "dois toques" resolveu a situação com muito profissionalismo, carisma e sem stress.

O prazer da descoberta

No processo de busca pelas informações da Vila Brás cheguei até o arquiteto Álvaro Santos Filho, hoje com 70 anos. Aliás, o aniversário dele foi na segunda-feira (8), dia da entrevista. Ele é filho de Álvaro Santos, proprietário da olaria invadida pelas famílias que deram início ao bairro na década 1970.

Santos fala sem mágoa da invasão, mas contou que na época quase "teve um enfarto" ao ver 9 mil metros quadrados de área construída serem ocupados e destruídos.

O barato do trabalho foi chegar até um personagem importante na reconstituição da história da Brás e ouvir a versão dele a respeito dod fatod. Confira na primeira edição do Enfoque!

O Enfoque está ganhando forma

Eis que nosso jornal começa a ganhar forma, moçada. Na próxima aula, todos, sem exceção, cuidarão da revisão das páginas, que até lá deverão estar prontas, bem como dos detalhes que faltarem. Também para a próxima aula trabalharemos a capa. Falando nisso, gostei de ver alguns de vocês oferecendo material para a capa; enquanto que outros se dispondo a ajudar no que fosse possível. Digo gostei porque jornalismo é trabalho fundamentalmente de equipe, e que é importante, desde já, que aprendamos a trabalhar juntos, como uma redação que somos. A foto aí de cima, em que aparece Marcelo, nosso designer gráfico, e, na tela, uma página quase pronta, é do Marcus Vinicius, com uma Sony Cybershot 8.1. Abraço a todos.

9 de set de 2008

Outra realidade, não muito distante

video

É, viver nessa rua deve ser bem difícil. Eu que passei apenas uma vez por lá, me senti extremamente incomodada.

8 de set de 2008

Com quantas letras se planta uma flor?

As dezenas de ruas que cruzam a Leopoldo Wasun, principal via de acesso à Vila Brás, são conhecidas pela população do local por letras e números. O povo das Brás bate papo no bar e conta que há festa na Rua A, acidente na 23 e uma nova construção na Z. Assim que se condicionou a localização na Brás, pela frieza de números e letras.

Mas vasculhando os mapas de São Leopoldo descobri que o que pelo povo foi batizado de forma burocrática foi registrado de um jeito mais poético e perfumado. Em vez de D, 5, R e 23, caminhei por Tulipas, Lírios, Gardênias e Calêndulas. Esqueci de Y, C, 13 e G e vaguei por Hortências, Begônias, Cravos e Girassóis. E da mesma forma, ignorei X, O, 6 e 17 e peregrinei por Dálias, Mimosas, Magnólias, Bromélias e Alamandas.

As ruas da Brás, nos registros da prefeitura municipal de São Leopoldo são batizadas com nomes de flores. Acho difícil que o costume da gente da Brás mude. Pelo jeito, o ABC tem muito mais moral que a primavera por lá. Mas faço minha parte, perambulando por Amores Perfeitos que florescem da Brás.

5 de set de 2008

O Enfoque está sendo montado

Pessoal, seguinte: as páginas do Enfoque começaram a ser montadas com o material que produzimos na aula passada. Equivale a dizer que há grandes chances de fecharmos a edição na terça-feira, caso todos peguemos juntos. Esta será nossa meta.
O trabalho, a partir de então, dirá respeito à capa e aos ajustes mais finos. Para isso, no entanto, será preciso que todos, sem exceção, se esforcem no sentido de dar conta do seu material (refiro-me aos que ainda não concluiram) e cuidar para que dê tudo certo.
Alguns avisos mais pontuais:
1. preciso saber a quantas anda a produção das páginas centrais, sobre o futuro da Brás,
2. não esqueçam que todos devem produzir enquetes e entregá-las junto das matérias à edição(neste caso, eu).
3. Ninguém ainda me perguntou se sua matéria pode ser chamada na capa do jornal. Por quê?
4. Não esqueçam de postar no blog. Sobre o quê? Sobre a experiência de se estar produzindo um jornal com um perfil pouco convencional, sobre as dificuldades, alegrias, reflexões a respeito do caminho, sobre os achados, para inserir informações que não caberiam no jornal,enfim: sobre o processo. Ocupem o espaço que é de vocês por direito.
Grande abraço a todos.

4 de set de 2008

Criatividade é:

“A habilidade para produzir um ato que tanto é novo (original, inesperado), quanto apropriado (útil, adaptável às dificuldades das tarefas)”.
Sternberg e Lubart

3 de set de 2008

Bicicletas

Meninas da pauta das bicicletas, Auryane e Patrícia! Quero mandar uma contribuição para vocês de um senhor que entrevistei. Mandei um e-mail para juliana.ju@gmail.com que eu mando o texto e a foto. Abraços

Outra coisa, alguem pode me mandar o caminho da pasta criada para deixarmos as materias e as fotos? Ou o e-mail de quem vai fazer a diagramação? Vlw

Mais dois toques

Moçada, mais dois toques:
1 para quem não entendeu a redução de opções (abertura, mais duas variações verticais e serviço) no que diz respeito ao tamanho das matérias do Enfoque: acordamos isso na segunda metade da aula de ontem, para que a orientação da diagramação ficasse horizontal, dando, assim, mais harmonia ao conjunto. Para quem escreveu a mais, ou a menos, lembro que as diferenças entre este e os demais tamanhos inicialmente possíveis não são tão grandes assim. É só uma questão de ajuste. E ajustes, sabemos, fazem parte da rotinas das redações.
2 Por o Marcelo estar atulhado na Expointer, a diagramação ficará aos cuidados do estagiário do setor, creio que Pedro. Ele começará a montar o jornal esta semana, para que, na aula que vem, possamos revisar o que está pronto e concluir o que resta.
Grande abraço a todos.

Alguns lembretes

Bom dia, pessoal.

Alguns lembretes:

1 Os textos a serem salvos na pasta criada pelo Marcelo na rede devem estar completos, ou seja, no tamanho-padrão e acompanhados de legenda, crédito de foto etc, inclusive com indicativo se é abertura, secundária, terciária ou serviço. Isso facilita a vida da diagramação.
2 As fotos devem estar disponíveis assim que os textos o estiverem.
3 É importante que vocês queiram ver suas matéria sendo chamadas na capa do jornal, de preferência com foto. Portanto, ofereçam-nas à edição.
4 Assim que o pessoal começar a montar as páginas, o que deve ocorrer ao longo desta semana, damos início ao processo de revisão.
5 Usem este espaço para dialogar entre vocês, com o processo de produção do jornal, para lançar sugestões, comentários relacionados ao Enfoque etc. É importante, acreditem.

Por fim, conforme combinado na aula passada, o padrão de tamanho das matérias é o seguinte:

Aberturas de página
Títulos: 1 x30 e 2 x30
Matérias: c/ foto, 1.770 caracteres; s/ foto, 2.900
Linha de apoio: 80 caracteres
Legenda: uma frase

Secundárias verticais
Títulos: 1x26 e 2x26
Matérias: c/ foto, 1.150 caracteres; s/foto, 1.770 caracteres
Legenda: uma frase

Terciárias verticais
Títulos: 1x26 e 2 x26
Matérias: c/foto, 560 caracteres; s/fotos, 1.200
Legendas: uma frase

Serviço: cerca de 500 caracteres

Abraço a todos.

2 de set de 2008

E dá serviço...

O pessoal do grupo do serviço!!! Todos aí? Bom, não pude ir à aula hoje (sinto profundo constrangimento em dizer que estou com cólicas e dores estomacais) hehehe

No entanto, continuo pesquisando e produzindo algumas coisas. Já estou com alguma coisa do SINE encaminhada. A hidtória do currículo vai ter que ser repensada.. Tentei fazer nos 500 caracteres (máximo e estourando), mas não ficou muito bom.

O da carteira de trabalho e da identidide talvez possa ser feito no mesmo serviço, pois são muito semelhantes. Gostaria de saber como anda o trabalho dos "serviços"?

Se possível, postem um relato sobre a aula de hoje e como andam os serviços de vocês.

Boa noite!!

Obrigada!

E que delícia está sendo colocar as histórias no papel! Trabalhoso, claro. Mas muito prazeroso. Nossa turma está se saindo um grupo bastante unido e interessado, não acham? Que ansiedade pra ver esse jornal impresso, hein!

Professor: obrigada pelo suporte. Eu, pelo menos, estou me sentindo muito segura com tua assessoria.

Abraço, pessoal!

Nessa terça...

Semana que vem Pati e eu entregaremos a matéria do esgoto. Falta a resposta da prefeitura.
No mais, tudo encaminhado.

Que dupla!!!

Inédito...

Há seis anos quando entrei na Unisinos, o comercial da TV vendia a imagem de um campus bonito (verdade), gente bonita (confirma) e uma rotina multicultural (meia boca né!). Mas...decorridos longos 12 semestres, o que venderam-me na tevê realizou-se: em uma só noite, fui a um show e voltei para a sala de aula.

Sim! Acabei de ver Nei Lisboa tocando ali no Anfiteatro Padre Werner. Perfeito... um showzinho boa praça, uma atividade leve em sala de aula. Só o meio acadêmico proporciona isso. Salve a Unisinos que aplica bem nossa mensalidade.

O show começou com violão. Parênteses: o Nei Lisboa ta velho pra c*; cabelo branco, barriga de chope tipo a minha e do professor. Éhhhh...é o tempo inclemente sobre nós, fecha parênteses.

As canções são leves e simples, são histórias na real, mesmo com o agudismo quase irritante do vocal dele. Pena eu ter saído antes e não dispor do set list.

Uma história pra dizer que é importante aproveitar o tempo, sempre da melhor maneira possível e ser alegre.

Até às 22h o texto vai tá na mão, chefia!

Pra finalizar: contei a história como tarefa do blog e como desculpa, já que fiquei fora boa parte da aula.

Boa noite companheirada,

Pra onde vai a Brás?

...e de onde ela vem? Eis as perguntas que não querem calar. Eis o objetivo pelo qual trabalham, com afinco, os alunos da disciplina de Redação Experimental em Jornal: desvendar as incógnitas que, por sinal, sequer muitos dos moradores da Brás sabem responder. Aliás, falando em ir e vir, a Maria Evana e a Grazi vão de Peugeot! Ao cobrir a pauta sobre a ONG Curupira, no sábado, 16 de agosto, já filaram uma carona e chegaram motorizadas ao ponto de encontro da turma.

Nada como faro jornalístico para chegar lá!

Detalhes da extensão

Fiz contato esta manhã com o superintendente de Desenvolvimento e Expansão da Trensurb, Humberto Kasper. Ele deu detalhes sobre a desapropriação da área onde passará o trem. Explicou que há R$ 9 milhões previstos para desapropriações e remanejo de 450 famílias.

As informações serão usadas na matéria sobre "os rumos da Brás".

Até mais!

Tamanho das matérias

Para os que não estiveram na aula passado, ou que, mesmo estando, não anotaram, descrevo, abaixo, os tamanhos-padrão das matérias/títulos/linhas de apoio e legendas ao Enfoque:

Aberturas de página
Títulos:
1 x30 e 2 x30
Matérias: c/ foto, 1.770 caracteres; s/ foto, 2.900
Linha de apoio: 80 caracteres
Legenda: uma frase

Secundárias verticais
Títulos: 1x26 e 2x26
Matérias: c/ foto, 1.150 caracteres; s/foto, 1.770 caracteres
Legenda: uma frase

Secundárias horizontais
Título: 1x50
Matérias: c/foto, 800 caracteres; s/fotom 1.350 caracteres
Legenda: uma frase

Secundárias pequenas
Título: 1x26
Matéria: 560
Legenda: uma frase

Terciárias verticais
Títulos: 1x26 e 2 x26
Matérias: c/foto, 560 caracteres; s/fotos, 1.200
Legendas: uma frase

Terciárias pequenas
Títulos: 1x26 e 2x26
Matéria: 420 caracteres
Legenda: uma frase

1 de set de 2008

Time aplicado

Aê professor! Obrigada por me proporcionar a honra de aparecer em imagem em nosso estimado blog. . .
Realmente a bola está rolando no Enfoque. E a nossa turma, pelo visto, é um time muito aplicado.
Eu e o Rodrigo conseguimos fazer uma parceria legal. As idéias fluiram, o texto fez o meio de campo e já avança pra área.
Amanhã vamos revisar e finalizar. . . . .
Espero que que matéria do E. C. Brazão seja um golaço da nossa dupla de ataque.

Boneco do Enfoque Vila Brás

Bom dia, moçada.
Abaixo, o esquema-base para a distribuição das matérias nas páginas do Enfoque e posterior elaboração do boneco.
Penso que não esqueci de ninguém; caso sim, avisem-me, por favor.
Procurei colocar, em primeiro lugar, aquelas matérias que elegemos como abertura de página, sendo as demais nos modelos de tamanho que passei a vocês ainda na aula passada.
Para nosso próximo encontro, amanhã à noite, na AgexCom, começaremos a montar as páginas.
É importante, portanto, que vocês levem as matérias prontas, ou pelo menos em vias de, para que eu tenha condições de editá-las, e, a partir daí, o Marcelo inserir os textos e as fotos nas páginas.
O esquema de distribuição das pautas na edição é o seguinte:

PÁGINA 2
+ Menino dançarino (Mariana)
+ Implantação do segundo grau (Daniela e Fabiano)
+ Fronteiras da Brás (Mariana e Cíntia)
+ Serviço

PÁGINA 3
+ Meu sonho era uma praça (Aline e Mari)
+ Eu amo a Brás (Auryane e Patrícia)
+ Multiplicação das Lan Houses (Manuela)
+ Serviço

PÁGINAS 4/5
+ Pra onde vai a Brás (Ismael, Zanuzo e Juliana)
+ Enquetes
+ Serviço

PÁGINA 6
+ Isso aqui ainda vai ser um estádio (Ana Cristina e Rodrigo)
+ Salão de beleza bombando (Auryane e Patrícia)
+ Bicicletas (Auryane e Patrícia)
+ Serviço

PÁGINA 7
+ Iluminação pública na Brás (Marcus, Vanessa e Gustavo)
+ Esgoto a céu aberto (Auryane e Patrícia)
+ Xexéu, o herói da Brás (Pauline)
+ Serviço

PÁGINA 8
+ Projeto Curupira (Maria Evana e Grazi)
+ Uma aspirina às 4 horas – crônica (Úrsula)
+ Serviço

Dúvidas

Companheirada,

não fui à aula na passada, mas estou no grupo encarregado de apontar os rumos da Brás. Fica a questão: como anda o trabalho do meus pares? Estou me colocando à disposição pra agilizarmos o processo.

Por favor, postem a resposta ou enviem para fernando.zanuzo@gmail.com.

Estou levantando informações sobre a instalação de energia elétrica na região como espécie de marco da Vila. Da prefeitura fui encaminhado para a Associação de Moradores. Em contato com a AES Sul, indicaram-um uma tal de Helena, da secretaria de Habitação. O fone dela: 9666 2369, porém, ela ainda não atendeu.

Abraços.